Últimas Notícias sobre Reino Unido

Foto: Reprodução

Já estão circulando da cidade de Itapetinga, no Médio Sudoeste Baiano, novas variantes do novo coronavírus. A confirmação veio através da secretaria municipal de saúde do município, esta quarta-feira (24).

Foto: Divulgação/Lacen-BA

A Vigilância Epidemiológica do Estado da Bahia confirmou nesta quarta-feira (17) a transmissão comunitária no estado da variante B.1.1.7 do SARS-CoV-2, originalmente detectada no Reino Unido. O resultado veio após o sequenciamento genético da amostra de um homem de 62 anos, residente em Salvador, sem histórico de viagem ao exterior, nem contactantes com esse perfil. O sequenciamento genético da amostra foi realizada pela Fiocruz, no Rio de Janeiro.

© Reuters Governo pretende vacinar até 15 milhões de pessoas até meados de fevereiro

Pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 ainda podem transmitir o vírus para outras pessoas e devem continuar seguindo as regras de distanciamento social, advertiu o vice-diretor médico da Inglaterra Jonathan Van-Tam.

Foto : Getty Images

Foram identificados nove casos da variante brasileira da Covid-19 no Reino Unido, disse o ministro da Saúde do país, Matt Hancock, em entrevista à BBC hoje (24).

Estudo realizado no Reino Unido indica que a pobreza menstrual é um tema importante: uma em cada sete meninas entrevistadas não sabia se teria dinheiro para comprar absorventes Foto: Independent

Produtos menstruais, como os absorventes tradicionais e os internos, não são mais taxados no Reino Unido. A medida, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro, retirou desses itens a classificação de “produtos não essenciais”, eliminando custos extras considerados sexistas.

Foto : SECOM/Salvador

O Reino Unido iniciou hoje (5) seu terceiro lockdown na tentativa de frear o aumento de casos de Covid-19 no país. O objetivo é conter a variante do vírus que, segundo o secretário de saúde britânico, é mais contagiosa.

Foto: ilustrativa/divulgação/pixels

Pessoas dos grupos de risco no Reino Unido começaram a ser imunizadas contra a Covid-19 com a vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca nesta segunda-feira (4). O país é o primeiro do mundo a aplicar o produto em sua população.

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O uso emergencial da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford foi aprovado no Reino Unido.

Imagem: Divulgação/AstraZeneca

A vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca foi aprovada para uso no Reino Unido pela agência reguladora britânica, informa o jornal Folha de S. Paulo. O imunizante é a base do programa de vacinação do governo brasileiro, mas, para ser usado no Brasil, precisa de autorização da Anvisa.

Profissional de saúde mostra frasco da vacina Pfizer/BioNTech contra a Covid-19 durante vacinação no dia 20 de dezembro em Jerusalém. — Foto: Menahem Kahana / AFP

Mais de 40 países já começaram a imunizar a população contra a Covid-19. O Reino Unido foi o primeiro país a usar a vacina da Pfizer/BioNTech, seguido de Estados Unidos, Canadá, Arábia Saudita, Israel e os 27 países da União Europeia. Ao todo, mais de dois milhões de pessoas já foram vacinadas.

Close