Últimas Notícias sobre TSE

Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

O Exército informou em nota nesta quarta-feira (10) que não indicará um novo membro da corporação para compor o grupo criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhar e fiscalizar as eleições deste ano.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu no último sábado (6) os registros das candidaturas de Simone Tebet (MDB-MS) e Lula (PT) à presidência da República.

Foto: Abdias Pinheiro/Secom TSE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rebateu rumores de que seria possível votar pela internet nas eleições deste ano. Nos últimos meses, algumas informações falsas começam a surgir nas redes sociais, como a de que o voto pela internet é permitido no Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) já declarou a pessoas próximas que não irá a posse do ministro Alexandre de Moraes como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), marcada para 16 de agosto. Aliados de Bolsonaro estão tentando convencê-lo a comparecer ao evento. A informação é da jornalista Carolina Brígido, do portal Uol.

Foto: Reprodução / TSE

Em documento com carimbo de “urgentíssimo”, o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, pediu para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) liberar às Forças Armadas o acesso a códigos-fonte dos sistemas de votação, disponíveis desde outubro de 2021.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já recebeu este ano denúncias de conteúdo enganoso envolvendo mais de 1.500 publicações nas redes sociais, como Facebook, YouTube e Telegram. Em 2020, ano de eleições municipais, a Corte registrou 181 publicações. As informações foram obtidas por meio da Lei de Acesso à Informação pela Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou nesta terça-feira (26) um pedido para cancelar a convenção do MDB nacional marcada para esta quarta-feira (27). O despacho foi assinado pelo ministro Mauro Campbell Marques.

Foto: Divulgação / Ascom TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou um grupo de trabalho (GT) para combater a violência política nas eleições de 2022.As informações são da Agência Brasil.

Foto: Alan Santos/PR

Durante reunião com dezenas de embaixadores estrangeiros nesta segunda-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro (PL) repetiu teorias da conspiração sobre urnas eletrônicas e atacou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

O ministro do TSE Alexandre de Moraes deu um prazo de dois dias para que o presidente Jair Bolsonaro se posicione a respeito de uma denúncia de que ele estaria promovendo o discurso de incitação ao ódio na campanha eleitoral. Bolsonaro terá dois dias para responder a manifestação, de acordo com O Antagonista.

Close