“Querem tirá-lo do jogo político”, diz ex-assessor do ex-prefeito Humberto Leite, sobre processo de inelegibilidade

0
260
-
Advogado e ex-assessor do ex-prefeito Humberto Leite, Dr. João Gabriel / Foto: Voz da Bahia

O ex-prefeito da cidade de Santo Antônio de Jesus, Humberto Soares Leite (DEM) pode estar inelegível para às próximas eleições municipais. A determinação foi expedida pelo TRE-BA (Tribunal Regional Eleitoral da Bahia) e publicada no Diário da Justiça Eletrônico do TRE (reveja aqui).

"Querem tirá-lo do jogo político", diz ex-assessor do ex-prefeito Humberto Leite, sobre processo de inelegibilidade
Ex-prefeito Humberto e na época o seu ex-candidato a vice, Joanito – Foto: Reprodução

Segundo a publicação, o ex-prefeito e, concomitantemente, Joanito Gonçalves Barbosa (PSD), ex-candidato a vice-prefeito são acusados por participar de inaugurações e realizações de obras públicas dentro do período eleitoral, que torna o ato irregular. Humberto Leite foi candidato a reeleição no pleito de 2016 e derrotado nas urnas, perdendo o cargo de reeleição para o prefeito atual Rogério Andrade (PSD).

- Anúncio -

Em contato com a Andaiá FM, o ex-assessor do ex-prefeito e advogado Dr. João Gabriel informou que a ação requer recurso e que por não ter sido reeleito, Humberto Leite não poderá ser culpado, tendo assim, candidatura inelegível, “não afetou o pleito porque o próprio ex-prefeito não foi reeleito, por si só já cai por terra essa alegação”, garante. Ainda de acordo com o ex-assessor, os trabalhos de inauguração e conclusão de obras públicas estavam dentro do calendário da gestão e não implicaria no período eleitoral, “não há comprovação de que Humberto Leite, como prefeito na época, realizou obras com intuito eleitoreiro”, acrescentou.

João Gabriel chegou a citar que, por se tratar de um ano de pré-candidaturas, um processo como esse poderia complicar o progresso político do ex-prefeito, caso seja um dos candidatos a gestão municipal, “Humberto Leite tem um patrimônio eleitoral fortíssimo e tirá-lo do jogo político é a vontade de muita gente. Não só daqueles que figuram no meio político, mas também daqueles que não querem lhe ver vencendo uma próxima eleição. No entanto, as eleições fossem hoje, com certeza eles poderiam registrar suas candidaturas e concorrer normalmente ao pleito eleitoral”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui