Últimas Notícias sobre Ministério da Saúde

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

O Ministério da Saúde decidiu estender para seis meses o prazo de pagamento da verba de custeio repassada às unidades básicas de saúde que perderam profissionais do Mais Médicos em fevereiro passado. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (5).

Foto: Agência Senado

A Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) planeja pleitear, junto ao Ministério da Saúde, que o pagamento da Terapia Renal Substitutiva (TRS) seja feito direto do Fundo Nacional de Saúde para as clínicas de diálise, não mais por intermédio das secretarias municipais ou estaduais. A ideia está relacionada a constantes atrasos no repasse de recursos e a valores defasados praticados pela rede pública de saúde.

Foto: Romildo de Jesus/Tribuna da Bahia

O preço dos remédios vendidos no país pode aumentar até 4,33% a partir desta segunda-feira (01). O valor, definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, ficou acima da inflação de 2018, que fechou o ano em 3,75%.

De acordo com o Ministério da Saúde, o percentual é o teto permitido de reajuste. Cada empresa pode decidir se vai aplicar o índice total ou menor. Os valores valem para os medicamentos vendidos com receita.

Foto: Reprodução

Os casos de dengue na Bahia cresceram 281% nos três primeiros meses 2019, se comparado ao mesmo período do ano anterior, conforme levantamento do Ministério da Saúde. Quatro mortes ocorreram em decorrência da doença neste ano.

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Um bebê de sete meses, com Atrofia Muscular Espinhal (AME) morreu na segunda-feira (25), em Teixeira de Freitas, no sul da Bahia. Emannuel de Jesus Cinza precisa de um remédio que custa R$ 370 para tratar a doença. A Justiça determinou, em novembro do ano passado, que o Ministério da Saúde fornecesse a medicação à criança, mas a ordem não foi cumprida. O G1 solicitou posicionamento do Ministério da Saúde sobre o caso, que deve se manifestar ainda nesta terça-feira (26). Segundo o pai do bebê, Welinton Cinza, a criança faleceu por conta de complicações da doença. Emannuel de Jesus foi diagnosticado com a atrofia quando tinha um mês de vida. Não há detalhes de quais foram as complicações que levaram a criança a óbito.

Foto: Alexandre Carvalho

O número de casos de dengue no Brasil cresceu 224% em 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram registrados 229.064 casos até 16 de março, contra 62,9 mil em 2018. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (25) pelo Ministério da Saúde. De acordo com o boletim da pasta, houve também um aumento de 67% no número de mortes pela doença, passando de 37, em 2018, para 62. São Paulo é o estado com maior número de mortes por dengue neste ano, 31. De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber, apesar do aumento expressivo, a situação ainda não é considerada uma epidemia. No último ano de epidemia no país, em 2016, foram registrados 857.344 casos de dengue no mesmo período.

FOTO: GETTY IMAGES

O Ministério da Saúde vai sugerir que entrevistas de admissão ou de demissão de empregados passem a analisar também a atualização da carteira de vacinação.

A proposta está incluída no texto de um projeto de lei que a pasta deverá enviar ao Congresso, numa estratégia para tentar reverter os baixos índices de cobertura vacinal, seja entre crianças, seja entre adultos. O texto também deverá deixar clara a exigência da apresentação da carteira no momento da matrícula em escolas.

Foto : Pexels

A cada 60 minutos, uma criança ou um adolescente morre no Brasil devido a ferimentos por armas de fogo. Segundo levantamento divulgado hoje (20) pela Sociedade Brasileira de Pediatria, entre 1997 e 2016, mais de 145 mil jovens com até 19 anos faleceram devido a disparos acidentais ou intencionais, como em casos de homicídio e … continue

Close