TCU quer impedir contratação de militares para força-tarefa do INSS

-
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasi

O Tribunal de Contas da União (TCU) pretende impedir a contratação exclusiva de militares da reserva para atuar na força-tarefa que o governo pretende montar para reduzir a fila de espera de pedidos de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Mais de um milhão de solicitações aguardam resposta do órgão.

O TCU já comunicou ao governo que deve ser elaborada uma solução ampla para recrutamento de pessoal, abrindo a possibilidade de contratação também para civis.

De acordo com o Estadão, a medida é discutida na Corte de contas depois que o Ministério Público ingressou com pedido, junto ao TCU, para suspender a contratação dos militares da reserva para o INSS. 

Mesmo com o anúncio da contratação da força-tarefa, o governo ainda não publicou os decretos que vão implementar as medidas emergenciais.

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, esteve ontem (22) no TCU, para discutir mudanças na medida. Procurado, Marinho disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que cumpre sua função de dialogar com os órgãos de controle sobre “medidas que estão sendo gestadas internamente”.

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui