4 homicídios registrados em Feira de Santana na noite de sexta-feira (09)

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

A noite de sexta-feira (9) em Feira de Santana foi marcada por quatro homicídios. O primeiro ocorreu na Rua Góes Calmon, em um beco conhecido como Beco da Baiúna, no bairro Rua Nova. O fato aconteceu por volta das 19h20, quando os autores adentraram a residência e efetuaram vários tiros contra Victor Emanuel Menezes Ferreira Santos, de 19 anos. Segundo o delegado Gustavo Coutinho, que efetuou o levantamento cadavérico, ele deixou o Conjunto Penal de Feira de Santana recentemente. O corpo foi encontrado sobre uma cama. Os tiros atingiram pescoço, tórax e rosto.

Duplo homicídio no Feira VI

Em seguida, um duplo homicídio foi registrado na Rua O (rua lateral da Universidade Estadual de Feira de Santana) no conjunto Feira VI, no bairro Campo Limpo. De acordo com o delegado, um motorista de aplicativo estava conduzindo um veículo quando outro carro se aproximou e o outro condutor o mandou parar e executou os dois passageiros. Um deles foi identificado como Cláudio Ribeiro, de 33 anos (foto), e o outro como Borracha.

“Ouvimos o motorista de aplicativo na delegacia. Ele falou primeiramente que foi chamado pelo aplicativo e pegou esses dois rapazes no bairro Caseb por volta das 15h30 e os levou para o distrito da Matinha. Ao chegar lá, os dois pegaram o contato do motorista e, por volta das 19h, os dois ligaram para o motorista os pegar na Matinha, depois eles seguiram em direção ao bairro Asa Branca e no momento em que passavam pelo local do crime, foram abordados e essas vítimas foram assassinadas. A partir de segunda-feira vamos começar a investigar esse crime, mas ao que parece houve algum tipo de vingança dos autores em relação a esses indivíduos. Eles sabiam que tinham saído da Matinha, na certa foram seguindo o veículo de aplicativo e executaram as vítimas”, informou o delegado ao Acorda Cidade.

Gustavo Coutinho disse ainda que este duplo homicídio tem características de execução. As vítimas foram alvejadas na cabeça e o calibre da arma era .40.

Terra Dura

Por volta das 23h30 foi efetuado o levantamento cadavérico de um homem ainda sem identificação, que foi baleado nas costas e pescoço. Não há outros detalhes sobre o crime.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. (Acorda Cidade)