Campeã da São Silvestre morre de Covid aos 52 anos

Atleta olímpica e campeã da Corrida de São Silvestre de 1996, Roseli Aparecida Machado, de 52 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, em Curitiba, vítima da Covid-19. Ela estava intubada havia duas semanas na capital paranaense, mas não resistiu à doença, causada pelo novo coronavírus. A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) divulgou uma nota em que lamentou a morta da fundista.

– A Roseli teve uma história no atletismo brasileiro, venceu a São Silvestre, integrou a seleção brasileira, treinou nos Estados Unidos. Nós tínhamos uma grande amizade, fomos atletas pelo mesmo clube, treinamos juntos quando eu era juvenil, defendemos Londrina no começo das nossas carreiras. Estou muito sentido, vem as lembranças. Treinamos juntos na pista de Londrina quando era de saibro ainda – afirmou Wlamir Motta Campos, presidente eleito da entidade.

Além de ser a segunda brasileira a triunfar na São Silvestre, Roseli disputou os 5.000m nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996 – foi a 22ª segunda colocada e acabou prejudicada por receber um pisão no calcanhar.