“Chegamos ao fundo do poço”, comenta zagueiro Aderllan

Foto: Maurícia da Matta/ Divulgação / E.C. Vitória

Cheio de jovens jogadores , o Vitória impressiona seus torcedores, jornalistas e adversários com o bom futebol e resultado apresentado no segundo turno do Brasileirão. No Leão desde o início do torneio, o zagueiro Aderllan relata o sentimento nos bastidores da equipe após a derrota para o Palmeiras. “Não fomos para última a posição, mas batemos no fundo do poço e tínhamos que dar a resposta. Eu até falava para alguns companheiros que quando a gente bate no fundo do poço, você só tem como subir, porque descer, não desce mais. A gente tinha que subir porque o campeonato ia apertar”, comenta. Invicto há quatro jogos, o rubro-negro enfrenta o Ceará, no Castelão, na 25° rodada do Brasileirão. Apesar da posição na tabela, Aderllan analisa a sequência de jogos realizados e projeta um duelo complicadíssimo no próximo sábado. “O pessoal falava que a sequência de jogos não era tão complicada. Claro que era. Pegamos o Atlético, América, Vasco, Flamengo, fora. São jogos complicados. Agora o Ceará, fora, que vem num momento muito bom também. A gente vai com aquele sentimento que temos que vencer para dar sequência nesse momento positivo, sabendo que vai ser um jogo muito difícil”, comenta. O jogo coloca frente a frente duas equipes em recuperação. Com a quarta melhor campanha do segundo turno, o Vitória conquistou dez dos 15 pontos possíveis. Nos últimos quatro jogos, o time baiano ainda não foi vazado. Já o Vozão aparece com a sexta melhor campanha do returno, com oito pontos. (VN)

google news
  • TAGS