Com salário atrasado, terceirizados da Ufba paralisam atividades por 24h em Salvador

-
Foto : Reprodução/TV Bahia

Aproximadamente 450 vigilantes e porteiros terceirizados que prestam serviço para a Universidade Federal da Bahia (Ufba) suspenderam as atividades em Salvador hoje (25) por 24 horas. 

A paralisação ocorre em protesto ao atraso dos salários. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Asseio e Conservação do Município de Salvador (Sintral), o pagamento de junho ainda não foi efetuado, o que motivou o protesto.

Pela manhã, cerca de 50 dos trabalhadores realizaram uma manifestação no Hospital Universitário Edgard Santos, conhecido como Hospital das Clínicas, que faz parte da instituição. 

Em nota, a universidade informou que o vice-reitor, Paulo Miguez,  se reuniu com os prejudicados para informar que parte da quantia já havia sido debitada na conta da empresa terceirizada. (Metro1)