Filho publica foto com a mãe após ser acusado de matá-la: ‘minha rainha’

Um jovem suspeito de matar a própria mãe, Márcia Lanzane, de 44 anos, postou uma foto com ela pouco depois da morte dela nas redes sociais, lamentando o falecimento: “Obrigado por tudo, meu amor. Minha eterna rainha”, escreveu.

De acordo com apuração, o crime aconteceu em Guarujá e a polícia informou ao veículo que o jovem foi indicado nesta quinta-feira (3). Nas imagens é possível ver o suspeito segurando o pescoço da vítima e a agredindo com socos. Após a conclusão do inquérito, que terminou no dia 31 de maio, o homem de 23 anos teve a prisão preventiva decretada. O crime aconteceu em dezembro de 202.

Na época o homicídio ocorreu, testemunhas relatam que o suspeito chegou a ligar para amigos e familiares desesperado e acionou a polícia, afirmando que tinha encontrado a mãe morta dentro de casa. Inicialmente, ele não contou nada os policiais sobre o envolvimento do assassinato e publicou uma foto com a mãe nas redes sociais.

Após suspeitarem das circunstâncias do crime, os policiais foram até a casa e questionaram o filho que alegou que foi uma morte acidental após empurrá-la durante uma briga, onde Márcia teria batido com cabeça. Porém, as câmeras do circuito interno mostraram uma luta corporal, onde ele segura o pescoço da mãe e começa a agredi-la.

O advogado do suspeito, Anderson Real, alegou que o arquivo de imagens foi entregue por ele à polícia. “Após a morte, a polícia foi lá na residência, o levou para a delegacia e, durante o trajeto, questionou se não tinha câmera. Os policiais perguntaram onde estava o HD, e ele disse a verdade, que escondeu no forno porque estava com medo”.

Ele também disse que o filho da vítima estava arrependido. “A versão dele é que, realmente, teve uma discussão, uma briga, arranhões, mas até então ele negava o estrangulamento. Agora, com as imagens, ele confessa que apertou o pescoço dela para imobilizar, e não para matar. Ele alegou que, depois disso, houve um pequeno desmaio da mãe, mas que ela não morreu naquele instante. Ele afirma que chegou a voltar no quarto várias vezes depois disso para falar com ela, e que depois foi para a academia. Quando voltou, encontrou a mãe morta. Ele pediu ajuda para um amigo lhe explicar primeiros socorros, e depois acionou o Samu. Ele está totalmente arrependido pela briga que ocorreu com a mãe, e em nenhum momento tinha qualquer intenção de matá-la”, disse o advogado. (Fonte: iBahia)