Governo do Estado quer apoiar pugilistas Hebert e Robson Conceição

Foto: Carol Garcia/GovBa

Em encontro com os pugilistas medalhistas olímpicos Hebert Conceição e Robson Conceição nesta quinta-feira (16), o governador Rui Costa apresentou projetos para valorização do boxe na Bahia. Além do novo Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais que será instalado na capital baiana, o governador anunciou mudanças também na gestão do centro Pan-americano de judô, em Lauro de Freitas, que deve abrigar outras modalidades de lutas.

“Nós estamos transformando aquele espaço que era somente para o judô, em Lauro de Freitas, num centro estadual de lutas, onde o boxe com certeza será destaque, e nossa intenção é transformar aquele espaço num espaço de lutas semanais. Teremos o centro de treinamento de boxe na cidade baixa. Queremos replicar isso em outros lugares do estado em parceria com as academias de boxe e também replicar isso nas escolas. Temos três formas de apoiar o boxe, primeiro com esse apoio de monitoria de iniciação esportiva nas escolas estaduais, o segundo é um patrocínio via FazAtleta para os projetos de iniciação, e para os dois campeões de boxe que estão aqui. Vamos soltar os editais de gestão do centro de treinamento e queremos a participação deles”, afirmou Rui.

Com um investimento de R$ 4,2 milhões, o novo centro de treinamento tem como objetivo garantir as condições apropriadas para a prática do esporte e o desenvolvimento dos atletas baianos das modalidades, além de fomentar interesse pelo boxe e artes marciais nos jovens de todo o estado. Segundo o governador o espaço deverá está pronto até o primeiro semestre de 2022.

O centro irá funcionar no Largo de Roma, na Cidade Baixa, e vai contar com uma estrutura térrea e de mezanino, onde estará distribuídas o hall de entrada com mesas e espaço para o atendimento público, o estacionamento, espaço de convivência com vista para o mar, vestiário masculino e feminino com acessibilidade para pessoas com deficiências (PCD), além de refeitório mobiliado com mesas e sofás, para descanso e interação entre os atletas.
Após a conclusão da obra pela Conder, o espaço será gerido pela Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb), que vai adquirir os equipamentos indispensáveis para a prática do boxe e de outras lutas marciais. A licitação será realizada no próximo mês pela Sudesb.

Rui anunciou ainda a realização de editais para a gestão do centro de treinamento; gestão do centro Pan-americano de judô, que agora deve abrigar grandes lutas nacionais e internacionais de várias artes marciais; e o edital do Fazatleta que vai beneficiar os esportistas baianos.

“Nós não vamos mais nos deslocar para São Paulo para treinar nossos campeões, vamos preparar outros Hebert e outros Robson dentro do nosso estado”, foi o que o campeão olímpico Robson Conceição disse sentir com a apresentação do projeto do centro de treinamentos, pelo governador Rui Costa.

Orgulho baiano

Hebert Conceição venceu a decisão do ouro contra ucraniano Oleksandr Khyzniak, campeão mundial de 2017, por nocaute no terceiro assalto. O brasileiro perdeu os dois primeiros rounds, mas conseguiu derrubar o rival no terceiro para garantir o título. A vitória do baiano foi a mais comentada entre os atletas brasileiros, nesta olimpíada.
O treinador Luís Dórea que acompanhou os campeões olímpicos baianos fez questão de agradecer ao governador pela iniciativa no esporte, e garantiu que os jovens baianos agora têm mais oportunidades de saírem dos caminhos das drogas e se tornarem grandes medalhistas. “O boxe baiano é o melhor boxe de todo o país e isso faz com que nossos jovens desejem um caminho de sucesso longe das drogas”. (bahia.ba)