Gretchen é duramente criticada na internet após declarar que ‘gay quer ser mulher’ e pede desculpa

Foto: Reprodução/Instagram

A cantora Gretchen passou a receber críticas nas redes sociais por um comentário sobre homossexualidade durante sua participação em um programa no YouTube na última sexta-feira (26).  “O gay quer ser uma mulher. Então, sou a bicha que deu certo. Eu nasci mulher, mas tenho as atitudes e o jeito de um travesti”, disse.

“É demais o povo querer coerência de meme ambulante, Gretchen sempre foi insuportável nas entrevistas, fala nada com nada”, disse um internauta. Já outro foi mais duro nas críticas. 
“Como assim a Gretchen não teve má intenção? […] Ela convive com esse público desde sempre, não é falta de informação, é maldade mesmo, é ser hétero! Deus nos defenda desse tipo de gente!”, escreveu outro.

Após as críticas, a artista decidiu se pronunciar em seu perfil no Twitter neste sábado (27).”É impressionante como as pessoas gostam de utilizar falas minhas para mudar o sentido das coisas. Gente. Parem de ficar dramatizando um comentário bem humorado e sem maldade. Está ficando difícil de se expressar no mundo de hoje”, iniciou a cantora.

Gretchen escreveu ainda que sempre fez esse tipo de comentário e que nenhum homem gay se sentiu ofendido por causa disso. A cantora disse também que se coloca no lugar da população LGBTQI+. 

“Para vocês mais jovens, cansei de fazer esse comentário há muitos anos e nunca nenhum gay se sentiu ofendido. Até porque é uma fala minha que eu me coloco exatamente no lugar de todos vocês”, começou, explicando que não aceita dar entrevista, porque distorcem as falas dela e, em seguida se desculpando, mas dando uma leve bronca em quem se ofendeu com o comentário dela.

Em respostas aos ataques, a artista citou seu filho Thammy Miranda, que é um homem trans. “Comecem a enxergar a vida com leveza. Ahhh se a vida fosse vivida mais leve muita gente não estaria por aí infeliz. Que pena!!! Mas se tem gente que precisa desse tipo de coisa pra sobreviver, tem aí motivos pra isso. Sou mãe de um trans. E podem ter certeza. Conheço bem essa travessia até a chegada no pódio”, publicou.

Gretchen concluiu se queixando sobre o ódio que viu nos comentários vindos do Twitter. “Lamentável. Ainda ontem eu defendia essa rede social como uma das únicas que eram reais na forma de se expressar. Vejo que a maldade e o discurso de ódio agora também fazem parte daqui”.

Em seguida, a cantora apagou esses comentários e postou outros com tons mais conciliadores e amenos, se desculpando e reconhecendo que errou. “Olá, meus amores! Em uma entrevista concedida ao vivo, eu me expressei muito mal em uma resposta, e magoei muitas pessoas a quem eu amo tanto e que tanto me respeitam”, iniciou a artista.

“Mesmo após esses anos todos de uma convivência super amorosa com o universo LGBTQ+, e mesmo eu tendo tanto orgulho de ter um filho trans, eu não estou isenta de cometer erros. Por isso, peço desculpas sinceras e de coração por essa fala infeliz”, disse a artista, que encerrou jurando que mudaria a própria postura.

“Prometo levar este aprendizado e seguir sempre evoluindo e aprendendo. E prometo também, quando errar, ouvi-los, e me desculpar imediatamente”, finalizou. (Diário do Nordeste)