iOS 14.3 chega ao iPhone com alerta de privacidade de aplicativos

iOS 14.3 é a nova atualização do iOS em 2020 — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

A Apple divulgou uma atualização de segurança para o iOS 14 nesta segunda-feira (14). O update, além de trazer algumas correções de bugs, também chega com suporte para o recém-lançado headphone over-ear AirPods Max e para o app de streaming de ginástica Apple Fitness+. Além disso, há novidades em fotos para o iPhone 12 Pro e Pro Max e, como esperado desde o lançamento da atualização do iOS, melhorias em privacidade com o detalhamento das informações dos apps na App Store.

A função de segurança “Rótulos”, que informa ao usuário as práticas de coleta de dados do aplicativo antes de baixá-lo, foi criticada pelo WhatsApp sob a alegação da política não ser aplicada aos próprios aplicativos da Apple. Em resposta ao mensageiro, a empresa da maçã informou que os serviços da companhia também serão submetidos aos alertas de privacidade. O iOS 14.3 é compatível com todos os dispositivos desde o iPhone 6s, incluindo a primeira e segunda geração do iPhone SE.

As novas práticas de privacidade da loja virtual da maçã incluem uma espécie de sumário contendo todas as permissões necessárias e requeridas por cada aplicativo, incluindo todos os pré-instalados de fábrica no iPhone. Os chamados “Rótulos” divide as autorizações dos apps em três categorias: “dados utilizados para rastrear você”; “dados vinculados a você” e “dados não vinculados a você”.

Os “dados utilizados para rastrear você” estão relacionados a informações um pouco mais sensíveis e que são compartilhadas entre companhias, como dados pessoais e de localização, por exemplo. A troca desse tipo de dados entre companhias costuma ser usado principalmente para o envio de anúncios.

Já os “dados vinculados a você” inclui toda e qualquer informação que pode ser utilizada para identificar o usuário. Em contrapartida, os “dados não vinculados a você” são aqueles que estão vinculados a você, mas que não permitem sua identificação.

A partir do iOS 14.3, esses rótulos serão exigidos pela Apple aos desenvolvedores toda vez que enviarem uma nova atualização de aplicativo à App Store. A nova medida de privacidade serve para todas as plataformas da companhia, desde o iPhone ao iPad, Mac, Apple Watch e Apple TV.

As informações estão disponíveis página do app na App Store na seção “Privacidade do app” e, para apps que não podem ser desinstalados e só possuem área dedicada na loja da maçã, a consulta deve ser realizada através de uma página na web. A orientação da Apple para checar os dados de privacidade de seus próprios apps vem em resposta ao posicionamento do Facebook, que criticou as mudanças no início do mês pela suposta falta de contexto para desenvolvedores justificarem a coleta de dados de seus produtos.

Entre as novidades do iOS 14.3 estão a correção de um bug nos Atalhos, que atrasava em dois segundos a inicialização de apps com ícones personalizados. O update também inclui o formato ProRAW às imagens capturadas pelo iPhone 12 Pro e Pro Max, permitindo que edições com a tecnologia sejam realizadas pelo app Fotos. Além disso, a atualização traz suporte para o app Apple Fitness+. O serviço, no entanto, está disponível nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, Irlanda, Nova Zelândia e Reino Unido. (Techmundo)