Itamaraju: Júri condena 2 homens por triplo homicídio após briga em bar; crime ocorreu em 2012

Dois homens foram condenados a respectivamente, 77 anos e 66 anos, por autoria em uma chacina ocorrida em Itamaraju, no Extremo Sul baiano. O crime ocorreu no dia 21 de setembro de 2012 e resultou na morte de três pessoas da mesma família: Maria da Glória da Pena, Elenílson Pena de Jesus e Evandro Pena de Jesus. Outras três pessoas sofreram tentativa de homicídio.

Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), os réus foram Vanderley Pereira Reis, condenado a 77 anos de prisão; e Erly Ferreira Lima, a 66 anos. A dupla foi condenada pelos três homicídios qualificados, no caso por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa das vítimas; e por três homicídios tentados, qualificados também por motivo fútil.

A tese do MP, acatada pelo júri, foi sustentada pelos promotores de Justiça João Batista Madeiro Neto e Caroline Stange e a sentença estabelecida pelo juiz Rodrigo Alves Rodrigues. O crime foi cometido no final da noite do dia 21 de setembro de 2012, no bairro da Liberdade. Uma briga iniciada em um bar da localidade foi o estopim para o triplo homicídio.

A companheira de Erly, um dos condenados, por ciúmes, entrou em luta corporal com a filha de Maria, uma das vítimas. Durante a briga, Erly ameaçou a vítima João Batista, por conta de ofensas verbais.

A briga foi separada, mas horas depois, os condenados, acompanhado de outras pessoas, foram até as casas de Maria e de João batista e cometeram os crimes. O tribunal do júri ocorreu no último dia 17 de maio.