Luísa Sonza é atacada após morte do filho de Whindersson Nunes

Foto: Divulgação

Depois que o humorista Whindersson Nunes anunciou a morte do filho João Miguel, nesta segunda-feira (31), a ex-mulher do artista, Luisa Sonza, sofre ataques nas redes sociais. O bebê nasceu prematuro no sábado, após uma gestação de apenas 22 semanas. Luísa não comentou publicamento o episódio até o momento.

“Vendo o que rolou com o Whindersson e Maria eu só consigo lembrar da Luísa causando por uma cena que já tinha passado, tudo isso durante um momento delicadíssimo que o Whindersson estava passando”, escreveu um internauta, em referência à polêmica sobre se houve traição ou não no relacionamento dos dois, que voltou à tona recentemente.

Outros culparam a morte aos fãs de Sonza. “Desejaram tanto mal a Marina Lina que o bebê nasceu antes do tempo… Deus tenha piedade desses seus fãs, Luisa. Pois a maioria teve culpa disso… a maioria foi lá atacar”, escreveu outra no instagram da cantora.

Nesta segunda, após a confirmação da morte, uma chuva de ataques misóginos invadiu as redes da cantora. “Satisfeita?”, “Agora tá feliz, querida?”, foram alguns dos comentários deixados no perfil da cantora. “Ainda vai lançar uma música contando a história dela com o Whindersson pro coitado receber mais hater”, atacou outra internauta. “Vai lá, lança a música. Aproveita a dor dos pais e se promove”, atacou outra pessoa. “Vê se agora deixa o Whindersson e a esposa em paz, e para de reviver coisas do passado, siga sua vida e deixe eles seguirem a deles”, dizia outro comentário.

A mãe da criança, Maria Lins, vinha sofrendo ataques. Há três semanas, Whindersson desabafou dizendo que ela recebia mensagens desejando que perdesse o bebê. “O povo vai no insta da Maria dizer que ela vai perder o bebê, não sai nada que preste desse assunto, é incontrolável”, escreveu o humorista, sem fazer referência direta à ex-mulher. 

Ele acrescentou: “Espero ficar em paz, todos em paz, falo da Maria grávida sim, não venham me dizer que isso não é importante, não vou fazer um parto todo humanizado e vocês tirando a paz dela, se vocês não acreditam no que pregam, pois eu acredito que essas coisas que perturba a mãe perturba a criança”, escreveu. (Ibahia)