Mulher diz que irmã foi espancada por amante, esposa e irmão dele em Salvador

-
Reprodução/ EBC

Uma adolescente de 17 anos foi supostamente agredida pelo companheiro após discussão, numa rua do bairro de Luis Anselmo, em Salvador, no último domingo (09). Conforme relatos da irmã da vítima em redes sociais, eles mantinham um relacionamento extraconjugal há bastante tempo. 

Na publicação a mulher acusa ainda o suposto agressor  de ligar para seu irmão e a ex-mulher para participar da ação criminosa. “Não bastasse ser ele homem, grande, em meio à briga, ele ligou para que seu irmão e sua esposa (ou ex esposa como o mesmo alegava) viessem ao seu encontro para ajudar na agressão. O resultado??? Três pessoas (dois homens e uma mulher) revezando murros, chutes, puxões de cabelo, arrastões e tudo isso sem chance de defesa… Afinal, um batia e o outro segurava…”, relatou. 

A polícia foi acionada pela vizinhança e os moradores de rua que estavam no local presenciando a cena começaram a se mobilizar para tentar apartar a situação. 

Na publicação, a denunciante afirma que ele é dono de um mercadinho e que pretende levar as providências já tomadas até as últimas consequências para que o trio possa responder pelo ato. “Esse rapaz tinha com ela um romance há anos… O que configura crime contra a mulher, além de agressão a uma menor. Se o povo não tivesse gritado, teríamos mais uma mulher morta pra conta? Talvez sim!”, bradou. 
 
Ela classificou a atitude como um “imenso ato de covardia”. “Imagine como pode uma pessoa apanhar de outras 3. Uma mulher apanhando de 2 homens ou 2 homens segurando-a enquanto uma outra mulher ( que se  acha traída pela jovem, não pelo marido /ex), desfere a ela golpes e xingamentos… Imagine o tamanho dessa covardia contra a vida e que dignidade dessa jovem. A justiça será feita e não há justificativa para tamanha violência… Não deixaremos isso impune”, relata.

Em nota, a PM confirmou que atendeu a ocorrência. “Na noite do último domingo (9), por volta das 23h, policiais militares da 58ª CIPM realizavam rondas na Rua Lívia Giffoni, no bairro de Luís Anselmo, quando foram acionados por populares informando que havia uma mulher caída ao solo, vítima de agressão. A guarnição socorreu a vítima até a UPA de Brotas”.

Ao BNews, a irmã da vítima disse que uma queixa foi prestada na Delegacia Especializada de Repressão A Crime Contra Criança (DERCA). (BNews)