Ônibus é incendiado na Avenida Paralela durante protesto contra morte de jovens em Salvador; veja vídeo

-
Foto: Divulgação

Um ônibus do transporte público de Salvador foi incendiado no início da tarde desta quarta-feira (3), na Avenida Luís Viana Filho, conhecida como Paralela, durante uma manifestação contra a mortes de dois jovens. Não há informações sobre feridos. O trânsito está congestionado no local.

Segundo a Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), por volta das 13h20, o veículo estava atravessado nas quatro faixas da via, o que deixava o trânsito congestionado no sentido Lauro de Freiras. Não há previsão para retirada do local.

Além da Transalvador, agentes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Secretaria Municipal De Mobilidade (Semob) estão na avenida.

O caso ocorreu na altura do Bairro da Paz, sentido aeroporto. Segundo a Polícia Militar, por volta de 12h15, manifestantes iniciaram um protesto na Avenida Luís Viana e, em seguida, atearam fogo no veículo. Não há detalhes se havia passageiros no ônibus na hora que o incêndio começou.

Lideranças do bairro disseram que situação foi em protesto a morte de dois jovens, na comunidade, na manhã da segunda-feira (1º). Segundo o Comandante de Policiamento Especializado (CPE), coronel Humberto Sturaro, as mortes ocorreram durante um auto de resistência.

“Infelizmente essas pessoas vieram a óbito em confronto com a Polícia Militar. Um trabalho que vem sido feito em combate ao tráfico de drogas naquela área […] Foi o que nós chamamos de auto de resistência. Nossas armas são para garantir a ordem e não para extrapolá-la. Mas, quando existe um confronto e a polícia não é respeitada e é atingida, a lei garante o direito de se defender. Nós temos que repreender essa ação, com uso moderado da força”, disse.

“Houve um confronto. Na hora da prisão, a prisão não foi acatada, foi um flagrante. As pessoas que estão a margem da lei abriram fogo contra a guarnição da Rondesp. Esse ato foi rechaçado com a mesma intensidade […] Essas pessoas foram atingidas, socorridas, mas vieram a óbito, completou Sturaro.

A versão dos moradores é diferente da PM. Eles contam que os jovens tiveram a casa invadida e foram levados da comunidade dentro da viatura, sem nenhuma alegação para o motivo da prisão.

“Não houve confronto nenhum. Eles agiram de forma covarde. Pegaram os meninos e levaram. Eles levaram para o hospital já morto. A população está chateada. Eles chegaram invadido as casas e levaram os dois, foi por volta 10h. Eles levaram os dois na mala. Os policiais não falaram nada, não alegaram nada. Só chegaram e lavaram”, contou um morador que não quis se identificar.

Por causa do incêndio, uma densa fumaça escura podia ser vista durante a extensão da via, por volta das 13h.

Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador; VÍDEO — Foto: Transalvador
Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador; VÍDEO — Foto: Transalvador
Ônibus do transporte público de Salvador pega fogo na Avenida Paralela. — Foto: Leonardo Rodrigues/Arquivo pessoal
Ônibus do transporte público de Salvador pega fogo na Avenida Paralela. — Foto: Leonardo Rodrigues/Arquivo pessoal
Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador — Foto: Transalvador
Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador — Foto: Transalvador
Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador.  — Foto: Redes Sociais
Ônibus pega fogo na Avenida Paralela, em Salvador. — Foto: Redes Sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui