Ramírez se diz tranquilo e evita ‘caso Gerson’: ‘Vim para mostrar futebol’

-
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Recém-chegado ao Bahia, o meia Juan Ramírez foi protagonista de uma grande polêmica contra o Flamengo, no último dia 20 de dezembro. Ele foi acusado por Gerson de injúria racial, chegou a ser afastado e retornou ao grupo após a falta de comprovações.

Titular do time comandado por Dado Cavalcanti, o colombiano foi abordado sobre o tema na última terça-feira (12). O jogador se disse tranquilo, evitou o assunto e apontou o foco em jogar futebol.

“Não penso mais nesse tema. Estou tranquilo, quero jogar, como disse antes, vim para o Brasil para jogar, para mostrar meu bom futebol. Para ser reconhecido por minhas boas atuações e não pelo que é dito por aí”, disse.

Sobre o momento do time, o jogador espera por uma evolução diante do Athletico Paranaense na próxima quarta-feira (20), na Arena Fonte Nova.

“Creio que melhoramos muitas coisas. Teremos uma semana longa para preparar as coisas até a partida contra o Athletico-PR. Espero que possamos corrigir detalhes do que tivemos contra Grêmio e Atlético-GO. Teremos tempo para trabalhar forte e chegar ao jogo contra o Athletico-PR muito organizados, para conquistar um triunfo importante para subir na tabela de classificação”, indicou.

Com o time dentro da zona de rebaixamento, os jogos que restam foram apontados como “finais” para Ramírez.

“Pela posição que estamos nesse momento, na zona de rebaixamento, é indiscutível que temos que jogar todas as partidas como uma final, como se fosse a última partida da vida. Acredito que é importante sempre pensar que a próxima partida é a última, jogar como uma final. Me ensinaram isso quando eu era pequeno e tenho isso na cabeça. Seguir trabalhando, fazendo as coisas bem, pensar em nós mesmos, somar pontos. Dependemos de nós mesmos”, pontuou.

O Bahia está no 17º lugar da competição nacional, com 29 pontos. (BN)