Santoantoniense e mais dois brasileiros são enviados como diplomatas para Washington, nos EUA

Foto: Reprodução

O Brasil enviou, pela primeira vez na história, três diplomatas negros a Washington, nos Estados Unios. Os embaixadores são Marise Ribeiro Nogueira, Ernesto Batista Mané Júnior e o santoantoniense Jackson Luiz Lima Oliveira.

Os três ingressaram no Itamaraty por meio do Programa de Ação Afirmativa (PAA), criado em 2002 e coordenado pelo Instituto Rio Branco. A iniciativa visa contemplar candidatos negros com uma bolsa de R$30 mil para se prepararem para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD).

Antes de ingressar na carreira diplomática, foi ajudante de pedreiro até se formar em letras-inglês pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Além de servir na Nigéria e na Zâmbia, Jackson foi assessor no Departamento da África do Itamaraty. Atualmente faz parte da Organização dos Estados Americanos (OEA). Ele trabalha com temas relacionados ao desenvolvimento integral e faz mestrado na Universidade George Mason sobre paz e resolução de conflitos.  

Foto: Reprodução

Em entrevista a Andaiá FM nesta quarta-feira (22), Jackson falou sobre suas origens e familiares que residem no bairro Vila Martins, ” a minha mãe se chama Rosa, meus irmãos e tios moram na Vila Martins e eu sempre vou a cidade durante as férias. Fui para o Rio de Janeiro e descobri o concurso do Itamaraty, tentei três vezes e consegui passar. Ainda tenho 10 ou 15 anos para me tornar embaixador”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia