Últimas Notícias sobre recorde

(Foto: Igreja Plus)

Durante a pandemia da Covid-19 no Brasil, o número de buscas na internet por termos relacionados a transtornos mentais bateu recorde de 98%, em relação a média verificada nos anos anteriores, conforme dados obtidos com o Google pelo jornal O Estado de São Paulo. Recorde de interesse da última década, a pergunta “como lidar com a ansiedade?” obteve crescimento de 33% em relação a 2019.

Bahia bate recorde na produção de ovos durante segundo trimestre do ano, aponta IBGE — Foto: Reprodução/TV Bahia

A pandemia da Covid-19 continua limitando algumas atividades, mas outras estão a todo vapor. No segundo trimestre deste ano, entre abril de junho, a Bahia bateu recorde de produção de ovos, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este foi o melhor resultado desde 1987.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Com mais de um milhão de desempregados em uma semana no Brasil, o número de pessoas que buscam uma oportunidade de trabalho bateu recorde durante a pandemia do novo coronavírus. O levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta-feira (18), observou dados entre a terceira e a quarta semana de agosto.

Foto: Divulgação / PRF-BA

As apreensões de drogas nas estradas federais que cortam a Bahia bateram recorde no primeiro quadrimestre deste ano. O período inclui março e abril, meses em que a pandemia se instalou no estado. O primeiro caso de covid-19 aqui data do dia 6 de março. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA) enviado ao Bahia Notícias e divulgado nesta segunda-feira (1°), apenas nas apreensões de cocaína, o aumento escalou 1,3 mil% ante o mesmo período do ano passado.

O Nordeste puxou a alta de mortes no país no primeiro bimestre deste ano — Foto: Fernanda Garrafiel/G1

O Brasil teve uma alta de 8% no número de assassinatos nos dois primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O Brasil atingiu ontem a marca de 5 mil mortos por causa do novo coronavírus. Confrontado com a informação, o presidente da República, Jair Bolsonaro, perguntou a jornalistas o que ele poderia fazer.

Foto: © Marcello Casal Jr/Agência Brasi

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje (30) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostrou que o total de famílias com dívidas no Brasil voltou a crescer em março, depois de um recuo em fevereiro (65,1%), atingindo 66,2%, maior taxa da série histórica iniciada em janeiro de 2010.

Foto: Agência Brasil

Em mais um dia tenso no mercado financeiro, o dólar subiu e voltou a bater recorde nominal desde a criação do real. Nem as intervenções do Banco Central conseguiram segurar a cotação. A bolsa de valores recuou quase 5% e teve a maior queda diária em uma semana.

Foto : Marcelo Casal / Agencia Brasil

O dólar renovou seu recorde hoje (4), superando R$ 4,55, conforme operadores que avaliaram os efeitos no câmbio após um eventual novo corte de juros pelo Banco Central (BC) neste mês.

Foto: Divulgação

Em mais um dia marcado pelo receio de uma recessão global provocada pelo novo coronavírus, a instabilidade diminuiu. O dólar voltou a subir e a bater recorde nominal desde a criação do real, mas a bolsa interrompeu a sequência de quedas.

Close