Advogado utiliza termo “viado espalhafatoso” para se referir a servidor em petição

0
60
-
Foto: Divulgação

O advogado Marco Antônio Jeronimo chamou um servidor do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) de “viado espalhafatoso” em petição apresentada a uma vara de Família do Tribunal.

De acordo com o site Migalhas, o advogado ainda fala que a preferência pelo “homossexualismo”, segundo a petição, é uma condição explícita e questionavel do servidor. O caso teria ocorrido na semana passada.

O caso foi julgado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJ-DF). Na decisão, a juíza Magáli Dellape Gomes determinou a impressão do ato para encaminhá-lo à vítima, para que essa decida o que fazer. Além disso, incitar o advogado a não escrever expressões injuriosas, e excluir o documento do sistema.

Marco Antônio atualmente responde a um processo por violência doméstica contra a mulher. Além disso, é acusado de injúria contra três funcionários públicos, sendo duas magistradas. Por fim, foi condenado em outubro do ano passado por ofensa à dignidade e ao decoro contra um juiz de Direito e servidores lotados na 10ª Vara Cível da Circunscrição Judiciária de Brasília. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui