Albuquerque diz que saída de ministério foi ‘consensual’ e reafirma lealdade a Bolsonaro

Foto: Marcello Casal/ Agência Brasil

Ao deixar o comando do Ministério de Minas e Energia em meio às repetidas altas de combustíveis pela Petrobras, o almirante da Marinha Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior afirmou que a exoneração se deu de comum acordo entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

“O ex-ministro Bento Albuquerque participa que a decisão de deixar o Ministério de Minas e Energia foi de caráter pessoal e tomada em reunião entre ele e o Presidente de forma consensual”, informou, por meio de nota.

Ainda no comunicado, Albuquerque agradeceu a oportunidade, disse se orgulhar de ter integrado o governo federal e reafirmou sua “lealdade, respeito e amizade” a Bolsonaro.

Com a mudança, o economista Adolfo Sachsida foi nomeado como novo titular do ministério. (Bahia.Ba)

Veja mais notícias no vozdabahia.com.br e siga o site no Google Notícias