“Alunos do Rômulo Almeida poderão voltar às aulas no IFBA de S. A. de Jesus nesta segunda (17)”, diz diretora. Entenda o caso

-
Diretora Geral Pro Tempore do IFBA em Santo Antônio de Jesus, Carla Simone Barbosa de Jesus / Foto: Voz da Bahia

Após o inicio do ano letivo, estudantes do Colégio Estadual Rômulo Almeida em Santo Antônio de Jesus estão sem aulas devido a falta de renovação do convênio entre a SEC-BA (Secretaria de Educação do Estado da Bahia) e o IFBA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia), que disponibiliza seu espaço para os estudantes do ensino médio (reveja aqui). Em entrevista na tarde deste sábado (15) ao Voz da Bahia, a diretora geral Pro Tempore do IFBA de Santo Antônio de Jesus, Carla Simone Barbosa de Jesus, esclareceu a demora da SEC-BA para realizar a renovação do contrato e trouxe também uma boa notícia aos alunos do Rômulo: “a partir desta próxima segunda-feira (17), eles poderão retornar as aulas e com isso adentrar ao espaço da instituição”.

O CONVÊNIO AINDA NÃO FOI ASSINADO PELO ESTADO:

Segundo a diretora, existe um acordo entre o IFBA e o Governo do Estado para que os alunos do Rômulo Almeida voltem a ocupar o espaço e tenham aulas. “Como o convênio não foi assinado até o dia 10, a reitora, Luzia Mota havia dito antes que não teria como haver aulas. Eu expliquei a situação para os alunos e disse que só dependia da assinatura do convênio entre a SEC-BA (Secretaria de Educação do Estado) e a instituição. O IFBA então agilizou todos os documentos bem antes do dia 10 e os enviou para o secretario de educação, Jerônimo Rodrigues, portanto é de lá que parte o gargalo, a demora vem da Educação do Estado. Ontem, ligaram para a reitora pedindo para que cedesse a entrada dos alunos para não prejudicá-los, mas mesmo tendo o respaldo legal para só deixar que os estudantes adentrem a área apenas após a assinatura do convênio que é obrigação do Estado, a reitora se sensibilizou e liberou para que os estudantes tenham aula. Ela realizou um acordo, para que na segunda-feira (17) eles retornem, mas no mesmo dia a Secretaria de Educação tem que garantir a assinatura do convênio”, declarou.

O PRAZO:

A professora Carla ao Voz da Bahia, esclareceu ainda, que se o acordo não for assinado dentro do prazo estabelecido, se reunirá com a SEC-BA para pressiona-los, “se o Estado não assinar o convênio na segunda-feira (17), marcaremos uma reunião com o secretário Jerônimo para tentar pressiona-lo. Nós estamos fazendo de tudo para acolher esses alunos, mas temos que estar embasados legalmente. Esse documento legal nos cobre, mas é uma situação preocupante que atrasa todo o ano letivo”, explicou.

OS PAIS DEVEM COBRAR:

A diretora pediu a ajuda dos pais e responsáveis pelos alunos na cobrança da assinatura, mas também da construção do novo Rômulo Almeida, “é importante, e reforço, para que os pais continuem cobrando para que a SEC-BA se sensibilize e agilize na assinatura do convênio. Eles informam que os documentos passam por vários setores para analisar, sendo que no IFBA não demorou nada. Ficamos sem saber o porque da demora, é importante procurar saber porque ainda não assinaram, mas além disto, porque ainda não construíram o novo Colégio Rômulo Almeida? As pessoas tem o direito de questionar, e o Governo tem a obrigação de resolver”, finalizou.

ENTENDA O CASO:

O Colégio Estadual Rômulo Almeida foi demolido no final de 2017 com a proposta de construção de um ano, entretanto, não houve início das obras até os dias atuais. Os estudantes foram realocados para a IFBA até que o colégio fosse construído. Apesar da unidade superior estar em excelente estado, a instituição apresenta limitações aos estudantes do ensino médio.

De acordo com secretário de educação, Jerônimo Rodrigues (PT), a reconstrução do Colégio Rômulo Almeida poderá ser ainda iniciada ainda em julho deste ano (reveja aqui).

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui