Após nota de alunos da UFRB sobre suspensão de atendimento no CAPS, secretário de saúde de SAJ se pronuncia

Foto: Voz da Bahia
Secretário de Saúde de Santo Antônio de Jesus, Leandro Lobo / Foto: Voz da Bahia

Em Santo Antônio de Jesus alunos , alunos da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) emitiram uma nota para anunciar a suspensão das atividades de saúde mental realizadas na unidade do CAPS no município.

Nota:

É com grande pesar, que nós da turma IV e V, viemos a público anunciar que as atividades do rodízio de saúde mental, do internato de medicina da UFRB, estão suspensas.
Na manhã do dia 18/02/2020 (terça-feira), nós estudantes e professores, fomos chamados na sala da coordenação do CAPS, para o anúncio da suspensão das atividades do internato de saúde mental naquele espaço. A decisão arbitrária surgiu por parte do Secretário de Saúde do Município de Santo Antônio de Jesus, que sem nenhuma justificativa solicitou a suspensão das nossas atividades, por tempo indeterminado.
Lançando mão de tentativas exaustivas de diálogo, a coordenação do internato, juntamente com a direção do centro, receberam a devolutiva que este mesmo Secretário só teria agenda a partir de 02/03/2020, sem dá outra possibilidade de diálogo ou resolução do caso.
Ressaltamos que a UFRB participa de outros serviços do município, incluindo as unidades de saúde da família, prestando serviço à população santoantoniense, da zona urbana e da zona rural.
Esta decisão arbitrária e sem fundamento, traz impactos ao nosso campo de prática e tempo de formação.
Além disso, nos preocupamos com a repercussão que este momento pode trazer pro vínculo com nossos pacientes, assim com a continuidade do projeto terapêutico iniciado com as atividades do internato de Medicina da UFRB.
Desta forma, repudiamos a decisão autoritária e sem fundamento deste secretário, que sem diálogos ou justificativas subitamente interrompeu nossas atividades.
A UFRB sempre se mostrou parceira da prefeitura no que se diz a prestação de serviços públicos de saúde. Somos defensores de um sistema de saúde, público, gratuito e de qualidade, e nos inserimos no município para que assim seja feito.

Posicionamento do secretário de saúde, Leandro Lobo

Em contato com Andaiá FM, o secretário de saúde Leandro Lobo, afirma que tal nota, trata-se de algo que não procede. O mesmo anunciou que uma reunião foi marcada com a reitoria para tratar esclarecer essa pausa necessária, “não podemos tratar de um assunto só pelo calor da emoção de um estudante ou que um professor acha que pode pautar a gestão da Unidade de Saúde do município”, disse.

Em entrevista, o secretario reforçou que a pausa se trata de medidas cautelares e provisória, ‘iremos analisar se há uma sobrecarga de pessoas, porque é preciso lembrar que são pacientes especiais e precisamos ter um máximo de cuidado e atenção. Enquanto autoridade sanitária, é preciso estudar a situação e a suspensão temporária. Não há nenhuma medida arbitrária e sei da importância para o estudante de medicina ter um campo para estudar. A medida é provisória e o atendimento aos pacientes não foram interrompidos temporariamente”, disse.

Redação: Voz da Bahia