Assessoria de hotel na Praia do Forte se pronuncia após acusação de homofobia: “tolerância zero”

-Foto: reprodução/Instagram
Foto: reprodução/Instagram

Procurada pelo Aratu On, a assessoria do Iberostar Hotels & Resorts se pronunciou, por meio de nota, sobre a acusação de homofobia feita pelos jornalistas Erick Rianelli e Pedro Figueiredo, da TV Globo. Os dois relataram ter sido vítimas de preconceito em um hotel da rede na Praia do Forte, na Bahia, no último fim de semana.

Segundo o casal, a reserva feita no estabelecimento previa um quarto de casal, mas foi entregue um com duas camas de solteiro. Ao pedir que a troca fosse realizada, de acordo com o relato, o hotel se recusou, sendo necessária a presença de policiais.

No texto, o Ibertoestar afirma que tem “tolerância zero” para qualquer tipo de conduta ilegal ou inadequada em qualquer uma de suas propriedades e que é política da empresa “abordar o assunto imediatamente e oferecer assistência e ajuda apropriadas”.

“Em relação à recente reclamação que recebemos, primeiro queremos garantir uma revisão completa com o colaborador em serviço, no domingo a tarde. Qualquer que seja o resultado, queremos pedir desculpas se não conseguirmos comunicar adequadamente nosso procedimento normal”, diz o texto. 

Confira a nota na íntegra:

O bem-estar dos nossos hóspedes é a prioridade número um do Iberostar Hotels & Resorts. Todos os incidentes relatados pelos hóspedes em nossas instalações são tratados com o máximo respeito e cuidado por nossa equipe. Todas as alegações que dizem respeito ao bem-estar de nossos hóspedes são cuidadosamente consideradas e sempre procuramos ajudar os hóspedes que alegam ter encontrado situações problemáticas em qualquer uma de nossas instalações.

O Iberostar Hotels & Resorts tem tolerância zero para qualquer tipo de conduta ilegal ou inadequada em qualquer uma de nossas propriedades. Queremos reforçar que não toleramos nenhuma forma de discriminação e reafirmar a todos os colaboradores da cultura e crenças de toda a empresa para um tratamento positivo igual para cada indivíduo. Se um problema for levado ao nosso conhecimento, é política da Iberostar abordar o assunto imediatamente e oferecer assistência e ajuda apropriadas.

Em relação à recente reclamação que recebemos, primeiro queremos garantir uma revisão completa com o colaborador em serviço, no domingo a tarde. Qualquer que seja o resultado, queremos pedir desculpas se não conseguirmos comunicar adequadamente nosso procedimento normal.

Iberostar Hotels & Resorts é uma empresa familiar com mais de 60 anos de história, recebendo milhões de hóspedes todos os anos em seus hotéis e resorts em todo o mundo. Somos uma empresa comprometida com a excelência. Nós nos esforçamos continuamente para inovar e melhorar todos os aspectos dos serviços que oferecemos. Tentamos sempre encontrar maneiras de aperfeiçoar nossos serviços e procedimentos para oferecer aos nossos hóspedes a melhor experiência possível.

ENTENDA

Nas redes sociais, Pedro Figueiredo foi o primeiro a escrever sobre o caso no Twitter. Ele citou a postura do estabelecimento como “a homofobia de cada dia”. 

Minutos depois, foi a vez de Erick Rianelli, que publicou uma mensagem de conteúdo praticamente igual, mas acrescentando a frustração pelo caso ter acontecido em um momento de “sair de férias para relaxar”.Erick Rianelli e Pedro Figueiredo são casados desde 2018. Respondendo a um comentário da repórter Bárbara Carvalho, da GloboNews, Erick disse que o caso de homofobia era “lamentável”. (Aratu)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui