Bahia empata com o Grêmio fora e agora decide vaga na Fonte Nova

0
217
-
Bahia arrancou o empate em Porto Alegre e vai definir a classificação na Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

No primeiro encontro entre Bahia e Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil, foi o tricolor baiano que levou a melhor. O desejado triunfo não veio, mas o empate por 1×1, na noite desta quarta-feira (10), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, deixou o duelo aberto para o jogo da volta, na próxima  quarta-feira (17), também às 19h15, mas dessa vez na Fonte Nova.

O atacante Gilberto foi o herói do Bahia no Rio Grande do Sul, enquanto Everton Cebolinha marcou o gol do Grêmio. No próximo encontro, o Esquadrão precisa de um triunfo simples para fazer história e avançar à semifinal. Em caso de novo empate por qualquer placar, a classificação vai ser definida nos pênaltis. 

No duelo entre dois times que jogam e deixam jogar, o primeiro tempo começou bem equilibrado. Apesar de ter mais posse de bola, o Grêmio não conseguia passar da forte marcação do Bahia. O time de Roger Machado tinha uma estratégia clara: segurar o ataque gremista e explorar o contra-ataque.

O tricolor baiano ia conseguindo criar boas jogadas, escapando em velocidade com Artur, mas pecava no último passe. Na jogada pela esquerda, Élber achou Ramires. O camisa 10 mandou de primeira e a bola passou perto da trave de Paulo Victor.

O problema é que o Grêmio começou a crescer na segunda metade da primeira etapa. O chute de Everton desviou em Ramires e tirou tinta da trave de Douglas. Um minuto depois Jean Pyerre arriscou chute de fora da área e acertou a trave.

Apesar da pressão gremista, o Bahia ia segurando o 0x0. Mas aos 45 minutos o tricolor recebeu um banho de água fria. Na falta cobrada rápida, a defesa baiana dormiu, Everton escapou em velocidade e foi derrubado por Douglas dentro da área. Pênalti que o próprio Cebolinha cobrou e colocou o time gaúcho em vantagem no último lance do primeiro tempo.   

Reação rápida
O Bahia não sentiu o gol e precisou de apenas quatro minutos do segundo tempo para deixar tudo igual. No escanteio cobrado por Artur, Moisés desviou na primeira trave e a bola encontrou Gilberto, livre, que só teve o trabalho de testar para as redes e correr para o abraço. 

Logo depois do gol o Grêmio tentou responder nas jogadas rápidas entre Alisson e Everton, mas Douglas defendeu o chute do Cebolinha. Enquanto isso, o Bahia seguiu com a estratégia de explorar o contra-ataque, principalmente com a velocidade de Artur. 

O segundo gol do Bahia quase saiu aos 17 minutos. Em nova cobrança de escanteio de Artur, Gilberto testou dividido com o marcador e a bola foi para fora. A resposta gremista também veio em jogada de escanteio que Douglas saiu mal e Flávio teve que afastar, mas o árbitro já havia marcado a saída da bola. Já aos 25 minutos foi Luan que chutou de fora da área e assustou a defesa tricolor. 

O Bahia voltou a assustar com Artur. Na jogada individual, o atacante limpou a marcação e chutou cruzado. Paulo Victor fez a defesa parcial e a bola ia sobrando para Guerra, mas a defesa chegou primeiro e conseguiu salvar o Grêmio. Para tentar mudar as características do ataque tricolor, Roger sacou Gilberto e colocou Fernandão em campo. Mas foi Artur quem teve a bola para liquidar a partida. 

Aos 44 minutos o camisa 98 arrancou pela direita, passou pelo marcador e ficou de cara com Paulo Victor. Artur bateu forte, mas a bola subiu e cobriu a meta gremista. Sem conseguir a virada, restou ao Bahia comemorar o empate fora de casa e deixar a decisão para a Fonte Nova. 

Antes de encarar o Grêmio pelo jogo da volta, o Bahia recebe o Santos, neste sábado (13), no estádio de Pituaçu, pelo Campeonato Brasileiro. 

FICHA TÉCNICA
Grêmio 1 x 1 Bahia
Copa do Brasil – Quartas de final (1º jogo)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Data: 10/07/2019 (quarta-feira) 
Horário: 19h15
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá, com auxílio de Carlos Eduardo Nunes Braga e Diogo Carvalho Silva (todos do 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui