Bolsonaro não considera enviar aviões da FAB para resgatar brasileiros na China

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro não cogita, por enquanto, enviar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para a China a fim de trazer ao país brasileiros que estejam na região de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus.

Segundo o jornal Estado de São Paulo, o governo alega problemas diplomáticos, jurídicos e orçamentários para tomar a ação. Além disso, falta legislação específica para lidar com casos que recomendariam a adoção de quarentena. Atualmente, o Brasil não dispõe de nenhuma lei sobre o assunto.

O Ministério da Saúde, que montou um gabinete de crise para debater o assunto, analisa a situação.

Autoridades do governo reconhecem que esta postura, de não enviar aeronaves para buscar brasileiros, pode ser revista se houver algum dado novo.

(Bahia.Ba)