Bolsonaro recebe medalha do mérito indigenista no Ministério da Justiça

Foto; Reprodução / TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro vestiu um cocar nesta sexta-feira (18), para receber a medalha do mérito indigenista, em cerimônia realizada no Ministério da Justiça.

A honraria, criada em 1972, é para homenagear as personalidades que se destacam pela proteção e promoção dos povos indígenas brasileiros. O nome do presidente Jair Bolsonaro já havia sido publicado no Diário Oficial da União (DOU) na lista dos agraciados deste ano. A premiação é definida pelo ministro da Justiça, Anderson Torres.

“Me sinto muito feliz com este cocar graciosamente ofertado. Somos exatamente iguais. Todos nós viemos à terra pela graça de Deus. Em cada vez mais nos transformamos em iguais. Isso não tem preço. O que nós sempre quisemos foi fazer com que vocês se sentissem exatamente como nós”, afirmou o presidente durante discurso no evento.

Segundo informações do G1, a escolha de Bolsonaro para receber a medalha não foi bem recebida entre entidades e associações representativas dos povos indígenas. Ainda conforme a publicação, o motivo seria as tomadas de decisões do presidente, que são vistas como prejudiciais para a cultura e segurança dos povos indígenas.