Busca por rastreadores de veículos aumenta na pandemia

Em um país onde nem 30% da frota veicular tem cobertura de seguro, o rastreador torna-se uma opção viável, baseada na tecnologia para recuperação de veículos furtados ou roubados. Os índices mais recentes da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, de 2019, indicam queda na subtração de veículos. Foram 11.162 veículos roubados em 2019 e outros 5.136 furtados. Em Salvador, a SSP aponta 4.924 e 1.225, respectivamente, naquele mesmo ano. Apesar da queda, os números são altos.

Quanto maior o índice de roubo de carros em uma região, maior é o risco para a seguradora, o que encarece o serviço. Assim, o rastreador ganha espaço, já que muitas empresas oferecem o serviço de monitoramento de veículos por um valor mensal mais acessível que o seguro. E as próprias provedoras de rastreamento oferecem o serviço com seguro, caso o veículo não seja recuperado.

Em tempos de pandemia, quando o carro muitas vezes fica estacionado na garagem ou na rua, houve aumento de 45% na contratação dos chamados seguros enxutos, onde se encaixam as empresas de rastreamento.

Cobertura nacional

A maioria das empresas possui abrangência nacional. Caso da Ituran, que, assim como outras, também atua em parceria com seguradoras e no fornecimento da tecnologia para frotas. Presente no Brasil há mais de 20 anos, a Ituran possui mais de 700 mil clientes no país e contabiliza ter recuperado mais de 95 mil veículos. “Em Salvador, temos lojas credenciadas e especializadas para realizar as instalações dos nossos rastreadores. Os clientes podem adquirir os produtos em lojas credenciadas ou também em nosso e-commerce ou televendas”, informa Roberto Posternak, diretor da Ituran Brasil.

Ao informar dados do cliente e do veículo, em menos de cinco minutos o sistema calcula o melhor produto e preço.

Em caso de roubo ou furto, se o carro não for recuperado, o cliente recebe 100% do valor das mensalidades já pagas. O monitoramento do veículo pode ser feito via aplicativo no celular. “Nossos índices de recuperação variam por segmentos que atuamos, uma vez que cada um deles tem suas particularidades e características que influenciam muito. De uma forma generalizada, podemos dizer que temos índices elevados que podem chegar até 95% de recuperação em determinados casos”, conta Posternak.

Tracker

O grupo Tracker também tem planos para motoristas comuns. A partir de R$ 45, é possível rastrear o veículo em casos de roubo ou furto com a tecnologia de radiofrequência, via web com tecnologia de GPS, ou as duas juntas (R$ 86). Outra opção é contratar o serviço de rastreamento com seguro.

No caso da Ituran, por a partir de R$ 69,90 por mês – dependendo do modelo do carro e perfil do cliente – o carro é protegido junto com seguradoras parceiras. Caso o veículo não seja recuperado após roubo ou furto, o cliente é indenizado com 100% da tabela Fipe.

Uma solução similar também é oferecida pela Tracker, com a tecnologia de radiofrequência por a partir de R$ 45,90 mensais. O veículo permanece em modo “sleep”. Se for furtado ou roubado, o rastreamento é acionado e caso não seja localizado, o cliente é ressarcido também pela tabela Fipe (100%).

MODELOS MAIS VISADOS NO BRASIL

1º – Volkswagen Voyage
2º – Renault Logan
3º – Fiat Siena
4º – Chevrolet Onix
5º – Chevrolet Prisma 
6º – Fiat Uno
7º – Ford Ka
8º – Fiat Fiorino

Fonte: Ituran Brasil