‘Cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós’, diz Bolsonaro em transmissão nas redes sociais

-
Jair Bolsonaro participa de live ao lado do ministro Tarcisio de Freitas Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro falou na noite desta quinta-feira (24) sobre a criação do Conselho da Amazônia e as ações previstas para a proteção de terras indígenas, e afirmou que “cada vez mais, o índio é um ser humano igual a nós”.

A declaração do presidente foi feita em vídeo na transmissão semanal que faz nas redes sociais. Ele afirmou que pretende fazer com que os povos nativos da Amazônia sejam integrados à sociedade, e que sejam donos das terras indígenas.

“O ÍNDIO MUDOU, TÁ EVOL… CADA VEZ MAIS, O ÍNDIO É UM SER HUMANO IGUAL A NÓS. ENTÃO, VAMOS FAZER COM QUE O ÍNDIO SE INTEGRE À SOCIEDADE E SEJA REALMENTE DONO DA SUA TERRA INDÍGENA, ISSO É O QUE A GENTE QUER AQUI”, DISSE BOLSONARO.

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Abip) afirmou em uma rede social que entrará na Justiça contra Bolsonaro por crime de racismo.

A ativista Sônia Guajajara, coordenadora da Abip, afirmou que os indígenas exigem respeito. “Bolsonaro mais uma vez rasga a Constituição ao negar nossa existência enquanto seres humanos. É preciso dar um basta a esse perverso!”

Conselho da Amazônia

Bolsonaro deu a declaração enquanto comentava a criação do conselho e da Força Nacional Ambiental, anunciada na terça-feira (21). O vice-presidente Hamilton Mourão será o coordenador do conselho, que deverá organizar ações entre ministérios para “proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”.

O conselho foi criado após o governo brasileiro, e o próprio Bolsonaro, serem alvos de críticas, inclusive internacionais, pela atuação na área ambiental. A política para o meio ambiente se tornou foco de atritos para Bolsonaro ao longo de seu primeiro ano de mandato.

(G1)