Cardiologista do Incar sobre a Covid em S. A. de Jesus adverte: “se não tivemos cuidado, poderemos passar pelo mesmo quadro que o Amazonas”

Dr. Domingos Freitas, cardiologista do hospital Incar de Santo Antônio de Jesus / Foto: Voz da Bahia

O médico cardiologista Dr. Domingos Freitas, que atende no hospital Incar de Santo Antônio de Jesus, foi entrevistado pelo Voz da Bahia e explanou sobre as variantes e as sequelas deixadas pela Covid-19.

CEPAS

De acordo com o médico, as novas cepas tem uma transmissão muito maior, o que pode trazer complicações a população, “estamos passando por uma crise sanitária sem precedentes, gravíssima, infelizmente, ao meu ver, não tomamos medidas extremamente necessárias ao longo do ano de 2020, para nos prepararmos para esta segunda onda que vem pior que a primeira. Essas cepas que estão surgindo, dentre as várias mutações, três estão tomando grande relevância, que são a do Reino Unido, África do Sul e Amazonas, onde a última já toma o Brasil inteiro e tem casos diagnosticados fora do país. Esta tem uma grande transmissibilidade. Se não tivemos cuidado, poderemos passar pelo mesmo quadro que o Amazonas passou, ninguém está livre disso. Ao meu ver, só existe um divisor de águas para isto, que é a vacinação em massa”, disse.

SEQUELAS

Dr. Domingos expôs ainda sobre problemas no coração que estão sendo causados pela Covid-19, “uma coisa que as pessoas tem esquecido é que tem as formas leves e graves, as pessoas que tem pego esta doença, ficam com sequelas por muito tempo, temos pacientes que tiveram Coronavírus há um ano atrás e ainda tem graves sequelas. Há sequelas pulmonares e também cardiovasculares, onde alguns estudos tem mostrado fibroses miocárdicas para o resto da vida. Há sequelas de nível psicológico, neurológico, e outros, infelizmente”, concluiu.

Veja a entrevista completa:

Reportagem: Voz da Bahia