Clube Militar diz que STF age ‘como nas ditaduras’

Manifestantes protestam em frente ao Congregação Israelita Paulista (CIP), no bairro do Cerqueira César, centro da capital paulista, na noite desta quarta-feira (17), durante participação do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Toffoli, no bate- papo sobre Justiça e Julgamentos: Um diálogo do pensamento judaico com a justiça brasileira. Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF / Estadão Conteúdo

O Clube Militar publicou nesta quarta-feira, 17, um artigo em defesa da democracia e da liberdade de expressão, com duras críticas à conduta do Supremo Tribunal Federal (STF).

O texto afirma que “somente nas ditaduras (…) a liberdade constitucional de expressão, defendida e alardeada, só é admitida para falar positivamente”. O artigo, intitulado “E agora, José?”, questiona se esse tipo de ato não seria “ditadura da toga”. Como os militares da ativa não podem falar, o pensamento da categoria, principalmente em questões mais delicadas, é expresso por meio de editoriais do Clube Militar.

Estadão