CNMP instaura processo contra promotor e procuradora por ofender ministros do STF

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) instaurou um processo administrativo disciplinar contra um promotor de Justiça e uma procuradora da República por ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi tomada nesta terça-feira (11). O promotor de Justiça Fernando Krebs, de Goiás, teve o processo aberto por ter chamado o ministro Gilmar Mendes de “o maior laxante do Brasil”, em alusão a Habeas Corpus concedidos contra prisões ilegais. A frase está num post no Facebook do promotor. Já a procuradora Monique Cheker vai responder por ter dito, no Twitter, que os ministros recebem “por fora” e insinuar que eles não têm “vergonha na cara”. O comentário é referente a repreensão de Dias Toffoli ao juiz Sérgio Moro, por desrespeitar uma decisão do STF. Tal decisão era a concessão de um habeas corpus para José Dirceu, para responder um processo em liberdade. Moro determinou o uso de tornozeleira eletrônica. O relator dos processos no CNMP foi o conselheiro Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho. Em junho, o corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel, já havia instaurado portaria para apurar se o promotor de Goiás cometeu infração disciplinar.

google news
  • TAGS