Consegui emprego, mas sem registro, vou perder o auxílio emergencial?

Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Segurados do auxílio emergencial podem manter seus empregos. No último mês, o governo federal estendeu a concessão do projeto. No entanto, há fiscalizações mensais para avaliar se o cidadão permanecerá na folha orçamentária. Quem está atuando de forma independente, sem vínculo, deve ficar atento.

A liberação do auxílio emergencial vem sendo realizada há meses. Com a aprovação da extensão, muitos brasileiros estão com dúvidas se poderão trabalhar de forma independente e ainda assim ser um contemplado.

Arrumei um emprego informal, permaneço como beneficiário?

Quanto a essa questão, é preciso observar as regras de concessão do projeto. Se o beneficiário arrumou um emprego informal onde ele não tem nenhuma declaração de vínculo e renda, poderá permanecer na folha do auxílio, porém é preciso não ultrapassar o teto financeiro mensal de R$ 500

Pelas regras do projeto, cada pessoa da família deve ter uma renda de até meio salário mínimo. Isso significa que se o emprego sem vínculo conceder um pagamento em seu nome acima dessa quantia, você não tem mais o direito de receber o auxílio.

Porém, caso o pagamento seja, por exemplo, de R$ 300 mensais e não lhe obrigue a declarar nota fiscal ou assinar a carteira, você ainda tem o direito de ser contemplado. (FDR)