Cruz das Almas: Padastro é suspeito de ter abusado sexualmente da própria enteada de 6 anos

-
Foto: reprodução

A Polícia Civil investiga um caso de estupro na cidade de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano. A vítima tem seis anos e foi abusada pelo padrasto, que está foragido e é procurado pela polícia.

Segundo informações da mãe da vítima, o crime foi descoberto no dia 31 de dezembro, último dia do ano passado. A mulher estava deitada no quarto enquanto a filha brincava de boneca na sala e o marido estava deitado em outro quarto.

“A gente teve uma ‘discussãozinha’ antes de tudo acontecer, ele disse que ia sair [de casa] e eu me deitei no quarto da minha filha. Ela [filha] tava brincando na sala com as bonecas”, disse a mãe da menina.

De acordo com a mãe da menina, quando ela se levantou da cama, não viu a filha na sala e a encontrou a criança deitada com o marido dela no quarto do casal.

Quando eu vi aquela cena horrível, eu não consegui acreditar no que vi. Aí pensei em gravar, porque eu queria ter uma prova de que ele [marido dela] é um monstro“, contou.

“Só que minha filha pediu para beber água e aí eu voltei para o quarto para pegar o celular. Achei que ela ia voltar para o quarto e eu ia gravar, mas ela foi no quarto onde eu estava e disse que estava sentindo uma dor“, relatou.

Em entrevista, e em depoimento à polícia, a mulher contou que a menina disse a ela que os abusos já aconteceram outras vezes, mas ela tinha medo de contar.

“Ela falou que tinha medo de me contar e eu brigar com ela. Eu peguei as minhas coisas e fui direto na delegacia prestar queixa“, contou.
A mãe da menina disse que mora há um ano com o suspeito, que está foragido desde o dia 31. Ela conheceu o padrasto da menina em 2018, quando morava na Paraíba.

A criança realizou exames de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade de Santo Antônio de Jesus. O caso é investigado pela Delegacia de Cruz das Almas.

(Forte no Recôncavo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui