Delegada relata que houve aumento nos casos de feminicídio em 2021 no município de Santo Antônio de Jesus

A Rede de Observatórios da Segurança fez um levantamento anual apontando 181 mulheres que foram mortas na Bahia em 2020. Desse total, 70 foram vítimas de feminicídio, ou seja, assassinatos de mulheres cometidos em razão do gênero.

Os casos de feminicídio na Bahia registraram um crescimento médio anual de 13,2% de 2017 a 2020. Em quatro anos, 364 mulheres foram mortas em todo o estado, segundo um levantamento do dia 8 de março, pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP).

Lembrando que a Bahia fica em 3° lugar no ranking dos feminicídio do país.

Foto: SEI

De acordo com Dr. Patrícia Jackes, delegada do Núcleo de Atendimento a Mulher em entrevista a Clube FM, houve um aumento na violência em Santo Antônio de Jesus sobretudo nos casos de feminicídio em 2021 em comparação ao ano passado. “Acredito que em 2020 houve um decréscimo por conta do isolamento social, onde muitas mulheres em situação de violência não tinham condições de realizar um registro de ocorrência. Já este ano, observamos que houve uma elevação nesses números e também em pedidos de medidas protetivas. Até o final do ano passado, nós tínhamos mais de de 18 mil medidas protetivas em trâmite na Vara Criminal da Comarca do município. Realizamos este ano a prisão de dois suspeitos de feminicídio e também ocorreu um caso de cárcere privado de uma mulher. Estes individuados estão presos á disposição da justiça”, disse.

Segundo a delegada, o Núcleo tem recebido muitas denúncias de estupro vulnerável, e reforça que está trabalhando para prender esses acusados.

A delegada relatou, que o Núcleo de Atendimento a Mulher está à disposição da sociedade para que haja a punição devida a esses indivíduos. “Disque 180 e denuncie, pois, a polícia civil vai fazer o seu papel” concluiu

Redação Voz da Bahia