Empresas privadas doam R$ 100 milhões para ajudar Fiocruz em produção de vacina

-
Foto: José Damacena/Fiocruz

Um grupo de empresas privadas se uniram para investir cerca de R$ 100 milhões na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que atua na produção da vacina contra o novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

O montante já está com a instituição, conforme comunicado divulgado na sexta-feira (8), e é fruto de parceria entre Ambev, Americanas, Itaú Unibanco, Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e a Behring Family Foundation, que criaram um comitê para acompanhar as iniciativas.

“A Fundação Oswaldo Cruz recebeu a doação de uma coalisão de empresas e fundações para adequações em seu parque fabril e aquisição de equipamentos necessários à produção da vacina para Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, por meio do acordo com a AstraZeneca. A doação também auxiliará na expansão da estrutura de controle de qualidade, em função da grande demanda de testes que a nova vacina irá gerar”, informou a entidade.

“A expansão será importante para a realização dos testes de qualidade do imunizante desde a sua primeira fase de incorporação, que consiste no recebimento de 100 milhões de doses do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para processamento final (formulação, envase, rotulagem e embalagem), dentro de um acordo de encomenda tecnológica respaldado pelo governo”, acrescentou. (bahia.ba)