Enfermeira do presídio feminino de Salvador é afastada após ser diagnosticada com coronavírus

-
Foto: Maiana Belo/G1 BA

Uma servidora do Presídio Feminino, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, foi afastada das atividades após ser diagnosticada com coronavírus. A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap), na manhã desta quarta-feira (1).

Através de nota, a Seap afirmou que a servidora diagnosticada com coronavírus é enfermeira e foi colocada em quarentena. Não foi informado entretanto, quando o diagnóstico foi feito.

Além disso, a Seap informou que um interno da Colônia Penal Lafayete Coutinho, localizada no bairro de Cajazeiras VI, apresentou sintomas da doença, passou por exames, mas testou negativo para a Covid-19. Ele foi diagnosticado com tuberculose e passa por tratamento.

“A Seap possui um plano de contingência para a Covid-19, mas não houve nenhum caso de interno infectado até o momento”, diz a nota da secretaria.

O plano de contingência, ainda segundo a Seap, tem por objetivo manter a saúde dos internos e a contenção do vírus, e é atualizado regularmente, assim como as determinações protocolares vigentes.

O sistema carcerário baiano conta atualmente com 14.083 internos.

Até a manhã desta quarta-feira (1º), a Bahia havia registrado mais de 210 casos confirmados de coronavírus. Além disso, duas mortes foram registradas no estado em decorrência da doença. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui