Especialistas reclamam de falta de transparência na apuração de vazamento de óleo

0
59
-
Foto : Secom/ Prefeitura de Salvador

Pesquisadores, ambientalistas e artistas  dizem que não há transparência nas ações do governo federal na investigação e operação de contenção e limpeza do óleo que atinge praias nordestinas. 

Em resposta, o governo, no entanto, nega as acusações de atraso e inércia.

- Anúncio -

De acordo com reportagem do jornal Valor, uma carta aberta assinada por 81 entidades ambientalistas e 110 pesquisadores, artistas, políticos, professores e outros profissionais será protocolada hoje (22), nos ministérios do Meio Ambiente e Energia, na Marinha, na Presidência da República e na Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O documento solicita mais transparência ao governo diante da crise ambiental, que “afeta tantas populações locais ao longo do litoral nordestino”. A carta ainda repudia o “caráter sigilioso das informações”.  

O relatório que a Petrobras enviou ao Ibama – que afirmou que o óleo não é brasileiro – não é público. O jornal tentou ter acesso ao documento, mas a assessoria de imprensa da petroleira  alegou que o relatório é sigiloso. 

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui