Feira de Santana: moradores denunciam mortandade anormal de peixes após chuva

0
111
-
Foto : Ed Santos / Acorda Cidade

Após as chuvas que atingiram a cidade de Feira de Santana, no centro-norte baiano, diversos peixes morreram em uma lagoa no bairro Conceição II. Segundo o portal Acorda Cidade, a mortandade foi denunciada por moradores à prefeitura, que enviou especialistas e técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Seman) ao local, ontem (29) à tarde.

Segundo a professora Hilda Talma, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), é recorrente a aparição de peixes mortos após chuva intensa em determinadas lagoas. “Já é recorrente essa mortandade e sempre após chuvas severas. O que acontece quando vem essa quantidade de água das chuvas, é que ela revolve o sedimento de fundo da lagoa, e essa matéria orgânica do sedimento vai para o corpo d’água, consome oxigênio para se decompor e retira o oxigênio dos peixes. Principalmente as tilápias sentem muito essa diminuição da quantidade de oxigênio, agonizam até a morte. O esgoto doméstico lançado na lagoa vai para esse sedimento, essa matéria orgânica fica lá e com a chuva ele revira, e esse sedimento vai para a coluna d’agua”, explicou. A professora fez um alerta para que a população não consuma os peixes da lagoa, já que a água recebe muito esgoto doméstico. 

O chefe de Educação Ambiental da Seman de Feira de Santana, João Dias, informou que a secretaria solicitou uma análise da água e verá quais medidas o município adotará por conta do ocorrido. “A gente identificou aqui a morte de traíra, de tilápia do Nilo e a morte de uma espécie de piaba. Provavelmente, serão as análises que indicarão o que provocou a mortandade de peixe. Estes peixes estão mortos desde o período que choveu. A lagoa adquiriu uma quantidade maior de água e isso muda os parâmetros”, afirmou ao Acorda Cidade. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui