Governo quer gastar R$ 140 milhões em máscaras e insumos contra coronavírus

-
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

O Ministério da Saúde deverá gastar em torno de R$ 140 milhões com a aquisição de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas, gorros, capotes, álcool e protetor facial. A compra, anunciada na semana passada, foi definida em razão do surto do novo coronavírus, que causa febre e sintomas respiratórios e já matou mais de 400 pessoas, quase todas na China.

O Ministério da Saúde também estima que vai gastar entre R$ 20 e R$ 30 mil por mês, por um período ainda a ser definido, com a instalação de cada um dos 1.000 novos leitos de UTI destinados aos hospitais de referência, que são aqueles para onde irão os pacientes com sintomas graves.

Na sexta-feira da semana passada, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis informou que, em sete dias, deveria sair o vencedor da licitação. Depois disso, seriam necessários mais dez a 15 dias para que os produtos fossem entregues. Gabbardo explicou hoje (5) que a distribuição será definida de acordo com a evolução do coronavírus no Brasil. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui