Iguaí: Liminar obriga Câmara a votar contas de prefeito rejeitadas; casos são de 2011 e 2012

-
Foto: Francis Juliano / Bahia Notícias

Uma decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) publicada nesta terça-feira (30) obriga a Câmara de Vereadores de Iguaí, no Médio Sudoeste baiano, a votar as contas do prefeito Rony Moitinho referentes a um mandato anterior do político. De acordo com a medida da desembargadora Cassinelza da Costa Santos Lopes, o presidente da Câmara de Iguaí, Ranulfo José Moreira, deve convocar os vereadores nos próximos dois dias úteis para votar as contas de Motinho, dos anos 2011 e 2012, quando Motinho também foi prefeito.

As gestões foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) à época delas. Devido à pandemia do novo coronavírus, a sessão pode ser feita em ambiente virtual. Em caso de desobediência, a multa será de R$ 10 mil diários até o limite de R$ 200 mil. A liminar atendida pela desembargadora foi acionada pelo diretório do Dem de Iguaí, adversário do prefeito. (BN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui