Intoxicação de piloto pode ter sido causa de acidente aéreo que matou Emiliano Sala

0
184
-Foto: Arnaud Duret / FC Nantes
Foto: Arnaud Duret / FC Nantes

Intoxicação por monóxido de carbono pode ter sido a causa do acidente aéreo que matou o jogador argentino Emiliano Sala no dia 21 de janeiro deste ano. A autópsia realizada no corpo do atleta apresentou alto nível da substância, 58% no sangue.

Essa quantidade pode causar desorientação, convulsões ou ataques cardíacos. O órgão responsável pelas investigações, cogita a hipótese do piloto do avião, David Ibbotson, cujo corpo ainda não foi encontrado, também ter sido exposto ao gás. 

- Anúncio -

Contratado pelo Cardiff, que disputa a primeira divisão da Inglaterra, o atacante Emiliano Sala, viajava de Nantes, na França, para a cidade galesa de Cardiff, quando o avião em que estava desapareceu ao passar pelo Canal da Mancha no dia 21 de janeiro. O corpo do jogador foi encontrado junto aos destroços da aeronave no dia 4 de fevereiro. O Cardiff havia acertado a compra do atleta junto ao Nantes por 15 milhões de libras, o equivalente a R$ 72 milhões na época. O atacante argentino tinha 28 anos. (Bahia Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui