Madre de Deus completa 2 anos sem morte por arma de fogo

-
Foto: Divulgação SSP

A cidade de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), completou nesta semana (11 de agosto) dois anos sem morte provocada por arma de fogo. Nesse período, o único registro de crime contra a vida, foi um homicídio praticado, em janeiro deste ano, com um pedaço de garrafa de vidro.

Ações integradas do 3° Pelotão da 10ª  Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Candeias), da 17ª Delegacia Territorial (DT) de Madre de Deus e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apreenderam 25 armas de fogo no mesmo período. Entre elas submetralhadoras, espingardas, pistolas e revólveres.

“Fechamos o cerco, diariamente, contra o tráfico de drogas na região. A equipe do 3° Pelotão, comandada pelo tenente São Pedro, promove um trabalho incansável”, enfatizou o comandante da 10ª  CIPM, major Washington Silva Costa.

A delegada Marcele Guerra, titular da 17ª  DT, destacou o trabalho conjunto e o combate incisivo contra as facções. “Estamos a todo momento trocando informações com a 10 ª CIPM e com o Draco. Nenhuma movimentação de criminosos passa desapercebida. Quando acontece, rapidamente respondemos”, completou.

Fonte: Ascom: Alberto Maraux