Mais de 380 integrantes do PCC são encontrados em 16 países

Foto: reprodução/Agência Brasil

Os departamentos de inteligência e de segurança do Brasil identificaram pelo menos 387 integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) em 16 países, além do Brasil. As informações são do portal Uol.

Um relatório federal obtido pelo site mostra que existem pessoas batizadas pela organização criminosa nos Estados Unidos, em sete países da Europa e mais oito da América do Sul, sem contar com o Brasil. Além desses integrantes, a facção paulista trabalha também com sócios em outros locais, alguns deles na África e na Ásia.

Atualmente, o PCC atua fortemente no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) aponta que apenas em um dos tentáculos de lavagem de dinheiro, 78 empresas levaram R$ 32 bilhões ao PCC em um período de quatro anos.

Entre os países com membros do PCC identificados, estão Estados Unidos (8), Suriname (14), Argentina (17), Guiana Inglesa (35), Chile (2), Uruguai (72), Venezuala (163), Colômbia (6), Peru (3), Espanha (16), Itália (2), Suíça (1), Inglaterra (1), Portugal (43), Holanda (1) e França (3).

No caso dos Estados Unidos, investigadores brasileiros cogitam a possibilidade de que membros do PCC estejam no país não apenas para importar drogas, mas também para aprimorar ações de lavagem de dinheiro. (Varela)