Monica Lewinsky em documentário mostrou as cuecas fio dental que usava o ex-presidente Bill Clinton

Monica Lewinsky no documentário The Clinton Affair

Monica Lewinsky revelou novos detalhes sobre o seu caso amoroso com o ex-presidente Bill Clinton, quando era estagiária na Casa Branca. Um episódio histórico que se tornou público do ex-presidente democrata no seu segundo mandato, em 1998.

No documentário ‘The Clinton Affair’ do canal A&E!, Lewinski recorda que, no primeiro encontro com Clinton na Casa Branca, deixou à vista as cuecas de fio dental que o mesmo usava. Aconteceu a 14 de novembro de 1995, quando estagiava na sede da presidência americana, em Washington.

A estagiária de 22 anos contou ao presidente que estava apaixonada por ele e rapidamente passaram das palavras à ação, mantendo uma relação que, segundo ela, durou dois anos. O caso foi revelado por uma amiga de Lewinki e despoletou uma investigação e Clinton foi acusado de perjúrio.

A investigação contou com pormenores sórdidos, como um vestido manchado de sémen que Lewinski guardou sem lavar e que serviu de prova contra o presidente. Este começou por negar qualquer relação sexual com a estagiária, mas depois admitiu uma “relação física imprópria” e ficou célebre a tirada em que admitiu ter recebido sexo oral de Lewinski sem que considerasse que isso configurasse uma relação sexual.

No documentário, Monica, hoje com 48 anos, expressa a sua tristeza sobre a forma como caso se desenvolveu, sobretudo quando foi forçada pelo FBI a usar microfones na roupa para arranjar provas contra o presidente. Mas diz também sentir-se magoada por este nunca lhe ter pedido desculpa.