MP investiga conduta de enfermeira que vazou dados da atriz Klara Castanho

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) informou que a conduta da enfermeira que ameaçou e vazou os dados da atriz Klara Castanho está sendo apurada. As investigações correrão em sigilo.

A enfermeira teria quebrado o sigilo profissional após revelar a jornalistas que publicam informações sobre a vida de celebridades que a jovem de 21 anos entregou para a adoção o bebê que pariu após descobrir uma gravidez, fruto de um estupro.

A Justiça confirmou que todo o procedimento de entrega do recém-nascido para adoção seguiu rigidamente o trâmite previsto no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). (Metro1)