OMS: “Diminuição de mortes por Covid no mundo é encorajadora”

Foto: Divulgação/OMS

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, se demonstrou otimista em relação ao atual cenário da pandemia de Covid-19 no mundo. Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (2/3), o líder da organização internacional chamou atenção para a redução do número de novos casos e de mortes provocadas pela infecção em todo o mundo.

“É encorajador ver que as mortes por Covid-19 estão diminuindo agora no mundo e na maioria das regiões. É muito bom ver que alguns países estão sendo capazes de relaxar as restrições, sem que seus sistemas de saúde sejam sobrecarregados”, disse.

Tedros afirmou, no entanto, que ainda é cedo para declarar a vitória sobre a Covid-19. O líder da OMS pediu que os governos continuem com a vigilância epidemiológica para o rastreamento de casos, realização de testes de diagnósticos e oferta de tratamento para os pacientes.

Vacinação

Cerca de 56% da população mundial já tomou o esquema completo de vacinas contra a Covid, mas apenas 9% dos moradores de países de baixa renda receberam as duas doses. “A única saída sustentável da pandemia é alcançarmos uma alta cobertura vacinal em todos os países. Ainda há muitos países com altas taxas de hospitalização e morte e baixas taxas de cobertura vacinal”, afirmou Tedros.

Saúde mental

Durante a coletiva, a OMS também lançou um relatório sobre saúde mental. O documento estima que ansiedade e depressão aumentaram mais de 25% no primeiro ano da pandemia da Covid-19. As mulheres e os jovens adultos, com idades entre 20 e 24 anos, são os mais afetados.

“Devemos lembrar que os efeitos da pandemia vão muito além da morte e da doença causada pelo próprio vírus. Em particular, a Covid-19 afetou muito a saúde mental”, destacou Tedros. (Metropoles)