Pais de bebês que tiveram corpos trocados em maternidade se encontraram em delegacia ao registrar caso em Itabuna

Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, na Bahia — Foto: Reprodução

Os pais dos bebês que tiveram corpos trocados na maternidade do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, no sul da Bahia, se encontraram na delegacia quando foram registrar a ocorrência do caso. A Polícia Civil investiga a situação.

O casal Jociel da Paixão e Vanúzia Reis é morador da cidade de Ipiaú e estava com o filho internado há 45 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do hospital. No sábado (15), os dois receberam a notícia de que a criança havia morrido.

Os dois então prepararam a documentação da criança e vieram para Itabuna, providenciar sepultamento do filho. Ao chegar no hospital, a mãe da criança não reconheceu o corpo como sendo do filho dela. Além disso, o nome que constava na etiqueta era de outra criança.

Com isso, o casal foi ao Complexo Policial de Itabuna registrar queixa do crime. Na delegacia, os dois encontraram outro casal, que também estava registrando o caso por causa do filho que morreu no mesmo dia.

O segundo casal também não reconhecia corpo da criança que foi entregue a eles, pelo hospital. Esse bebê, que é o filho de Jociel e Vanúzia, já foi sepultado. A polícia abriu boletim de ocorrência para apurar a situação.

Os familiares das crianças e os funcionários do hospital serão ouvidos, para dar detalhes sobre os procedimentos adotados para liberação dos corpos. As duas famílias constituíram um advogado, que entrou com pedido judicial para exumação do corpo do bebê que foi enterrado.

O Hospital Manoel Novaes emitiu nota afirmando que iniciou investigação interna e que o departamento jurídico da unidade dá assistência às duas famílias. (G1/BA –  TV Santa Cruz)