Paraty e Ilha Grande, no Rio ganham título de Patrimônio Mundial da Unesco

Local é o primeiro sítio misto do Brasil, reconhecido por cultura e natureza Imagem: Reprodução/ Iphan

Paraty e Ilha Grande, no estado do Rio de Janeiro, foram reconhecidos como Patrimônio Mundial, nesta sexta-feira (5), pelo Comitê da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), durante reunião em Baku, no Azerbaijão. Com esta inclusão, agora 22 bens brasileiros passam a integrar a lista de sítios de excepcional valor universal.


“Nós, orgulhosamente, voltamos para casa com esse título na bagagem. Em Paraty e Ilha Grande, uma área com diversas reservas ecológicas, vemos de maneira excepcional e única uma conjunção de beleza natural, biodiversidade ímpar, manifestações culturais, um conjunto histórico preservado, e testemunhos arqueológicos importantes para a compreensão da evolução da humanidade no planeta Terra”, comemora a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa.


Primeiro bem brasileiro inscrito na categoria de sítio misto, ou seja, cultural e natural, a área de Paraty e Ilha Grande abrange um território de cerca de 149 mil hectares, onde estão dispostos quatro áreas de conservação ambiental. Ali estão o Parque Nacional da Serra da Bocaina, Parque Estadual da Ilha Grande,a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu. Sua área de entorno, com mais de 407 mil hectares, possui 187 ilhas.